Confira o site contra a Reforma Administrativa lançado em 28 de outubro, Dia do Servidor Público

O site www.reformaadministrativanao.org.br foi lançado na última quarta-feira, 28 de outubro, Dia do Servidor Público. A ferramenta, desenvolvida pelo Sindiquinze e Aojustra, foi criada para agregar entidades civis, especialmente sindicatos de servidores públicos federais, estaduais e municipais do Estado de São Paulo, além de movimentos sociais, que estejam dispostos a lutar contra a Reforma Administrativa do Governo Bolsonaro, estabelecida nas Propostas de Emendas Constitucionais 32, 186, 187 e 188.

Além de atualizações diárias sobre a tramitação e debates sobre a Reforma, o site pode ser usado para pressionar os 70 deputados e os 3 senadores paulistas a votarem contra esta proposta. Para isso, foi criada uma página específica onde é possível enviar mensagens pelas redes sociais (Facebook, Instagram, Twitter e WhatsApp) com apenas um clique a cada um dos congressistas! No caso do ícone de WhatsApp, um clique já encaminha do seu smarphone um texto padronizado para o app do parlamentar, mas o servidor pode acrescentar conteúdo antes de enviar a mensagem.

Além do texto das PECs na íntegra, o site também traz diversas análises do quanto esta proposta é prejudicial para o serviço e os servidores públicos. A ameaça aos direitos dos funcionários públicos não tem precedentes: inclui redução salarial e perda de direitos adquiridos daqueles que dedicaram a vida ao serviço público, no qual ingressaram de forma moral, impessoal e meritocrática, em cumprimento aos princípios que regem a administração pública. Propõe o governo, além da perda de direitos dos funcionários, que o ingresso seja “simplificado” (dando margem a esquemas de corrupção) e que a chefia seja exercida por pessoas sem qualificação técnica e escolhidas por critérios políticos-partidários. Tudo isso está na PEC 32, por exemplo.

“É uma iniciativa que partiu do Sindiquinze e dos colegas da Aojustra, mas que vem para agregar à luta de todos os servidores públicos paulistas, de todas as esferas, visando derrotar definitivamente esta proposta nefasta do Governo Bolsonaro. E quisemos utilizar o verde amarelo como cores principais desta luta, porque estas cores foram apropriadas por movimentos radicais de ultradireita no últimos anos, e ninguém melhor do que os servidores públicos brasileiros para retomar o uso das cores da nossa bandeira para uma luta tão justa e nobre, que é a defesa do serviço público”, resume o Presidente do Sindiquinze, Ivan Bagini.

De acordo com a Diretora de Imprensa e Comunicação do Sindiquinze, Daniela Villas Boas Westfahl, um dos aspectos mais importantes da página é justamente propiciar a necessária pressão política para que os parlamentares paulistas conheçam a força do serviço público. “Por isso listamos os 70 deputados federais de São Paulo e os 3 senadores, para que possam ser pressionados por nós, nossas famílias e nossos amigos, nesse período de tramitação. Os funcionários públicos, que prestam serviços essenciais e movimentam a economia com seus salários, não são os responsáveis pela crise e não é com a sua precarização que a crise irá melhorar, muito pelo contrário. O serviço público não é o problema, é a solução”, afirma Daniela.

Mobilize-se! Entre na luta da #reformaadministrativanao – Junte-se a nós!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *