Sindiquinze retransmite nesta quinta, dia 6 de maio, a live “Formação do Estado brasileiro: as raízes da subalternidade”, com Henrique Castro e Márcia Tiburi

O Sindiquinze retransmitirá amanhã, 6 de maio, a partir das 18h30, diretamente do seu Facebook, a live “Formação do Estado brasileiro: as raízes da subalternidade”, realizada pelo Sintrajufe/RS. Este será o segundo evento da jornada “A saúde dos trabalhadores e das trabalhadoras ameaçada: trabalhar sim, adoecer não”, promovida pelo sindicato parceiro e terá como painelistas Henrique Carlos de Oliveira Castro, cientista político, professor de Ciência Política e Relações Internacionais na UFRGS, pesquisador e diretor no Brasil da Pesquisa Mundial de Valores (World Values Survey), e Márcia Tiburi, filósofa, escritora e professora da Universidade Paris 8.

A live é realmente imperdível porque conhecer as origens da formação do Estado brasileiro é necessário para se entender o processo de construção das relações de trabalho, com sua história de escravidão e subalternidade do povo que trabalha, do profundo atraso da elite nacional e suas formas de violência para manter o status quo. De que forma as origens escravagistas e coloniais têm a ver com a situação da classe trabalhadora na atual fase do capitalismo, marcada por destruição das soberanias dos Estados, precarização de direitos, controle total do trabalhador e formas de enfrentamento, seu fracasso como projeto civilizatório e nosso papel nesse contexto.

Painelistas

Henrique Carlos de Oliveira Castro é doutor e mestre em Ciência Política e professor do Programa de Pós-Graduação em Ciência Política e do Departamento de Economia e Relações Internacionais da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs). É professor convidado da Universidad Técnica Privada de Loja, Equador e pesquisador e professor convidado do Kellogg Institute for International Studies at the University of Notre Dame, EUA. Castro é pesquisador principal da Pesquisa Mundial de Valores (World Values Survey) e diretor nacional no Brasil e integra o Grupo de Trabalho Values 20 (V20), uma comunidade global de especialistas e profissionais acadêmicos que tem como objetivo propor políticas públicas nacionais e globais para os líderes do G20 baseadas em valores e centradas nas pessoas.

Márcia Tiburi é doutora e mestra em Filosofia (Ufrgs) e professora da Universidade Paris 8. Publicou diversos livros de filosofia, entre eles “Como conversar com um fascista” (2015), “Ridículo Político” (2017) e “Um fascista no Divã” (2021), além de vários romances.

Com informações do Sintrajufe/RS

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *