Sindiquinze requer ao TRT-15 integrar GT que vai discutir retomada ao trabalho presencial

Com a publicação ontem, dia 10 de junho, da Portaria GP Nº 025 /2020, que instituiu a criação do grupo de trabalho visando a implementação e acompanhamento das medidas de retorno gradual ao trabalho presencial no TRT-15, sem a participação do Sindiquinze, o sindicato vai protocolar requerimento junto à Administração pleiteando a inclusão de um representante na referida comissão, criada para atender ao artigo 6ºda Resolução nº 322, de 1º de Junho de 2020, do CNJ.

“Estranhamos a ausência do Sindiquinze no âmbito desta comissão, pelo fato do sindicato ser a máxima instância local de representação dos servidores, com legitimidade referendada democraticamente. E quem são os principais interessados em discutir a volta ao trabalho presencial senão os que serão os mais afetados?”, indaga o Presidente do Sindiquinze, Ivan Bagini.

De acordo com o dirigente, é pública e notória a preocupação da categoria com os rumos incertos que a pandemia da Covid-19 irá tomar a partir de agora, preocupação compartilhada com toda a sociedade brasileira. “Pleiteamos a instauração de um diálogo efetivo, em que a categoria dos servidores não seja mera expectadora, mas possa sim ajudar e contribuir na solução dos problemas que se apresentam nesse momento tão crítico. Este diálogo passa necessariamente pela presença do Sindiquinze neste grupo, que irá construir soluções para o retorno ao trabalho presencial num dos momentos mais calamitosos da história recente. Trata-se de medida que garantirá que o processo de retomada seja feito de forma transparente e democrática, com participação dos interessados por nós representados”, afirma Ivan.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *