Sindiquinze e Aojustra promovem em julho curso de formação sobre os impactos da reforma trabalhista

Em 13 de julho de 2021 completam-se 4 anos da promulgação da Lei 13.467 de 2017, sendo esta data escolhida para o início do curso de formação “Reforma trabalhista e seus impactos quatro anos após sua aprovação”, promovido pelo Sindiquinze e pela Aojustra. O curso terá palestrantes renomados e dá direito ao adicional de qualificação para servidores que cursarem.

As duas entidades se reuniram para promover um aprofundamento crítico e multidisciplinar sobre os efeitos da reforma, agora que começa a se sedimentar sua aplicação nas relações de trabalho e nos tribunais. Quais os principais impactos políticos, econômicos, jurídicos e sociais que se apresentam após a aprovação da reforma trabalhista? Quais as perspectivas e instrumentos disponíveis para o enfrentamento, resistência e reestruturação dos direitos trabalhistas?

Para essa discussão foram convidados palestrantes com formações teóricas e práticas variadas: professor, juiz, advogado, auditor e procurador. Os convidados confirmados são Jorge Luiz Souto Maior, Marilane Teixeira, Nilo Beiro, Flavio Roberto Batista, Marcio Pochmann, Magda Barrs Biavaschi, Sofia Vilela de Moraes e Silva, Ulisses de Miranda Taveira, Sarah Hakim, Ivani Abrante e Valdete Souto Severo.

O curso será dado em 6 aulas, dias 13, 15, 20, 22, 27 e 29 de julho, das 18h30 às 21h30, com os temas:

-A Reforma Trabalhista quatro anos após sua promulgação
-Ataques e acesso à Justiça do Trabalho pós-reforma trabalhista
– Impactos sindicais com a aprovação da Lei nº 13.467/2017
-As mudanças da reforma trabalhista e seus reflexos no trabalho dos Procuradores do Trabalho e Auditores Fiscais do Trabalho
-A execução trabalhista após a promulgação da Lei nº 13.467/2017
-Aspectos constitucionais e inconstitucionais pendentes da Reforma Trabalhista

A abordagem crítica, multidisciplinar e aprofundada trazida neste curso será do interesse dos associados das duas entidades patrocinadoras, mas também de servidores de outras entidades, juristas e acadêmicos de Direito. Isso para que possamos nos converter em agentes e não apenas espectadores das sucessivas e destrutivas reformas impostas nos últimos anos.

As 18 horas de curso serão certificadas e as inscrições podem ser feitas AQUI.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *