Fenajufe inicia audiências com parlamentares; PEC de redução salarial de servidores é tratada

O Coordenador-Geral da Fenajufe e Tesoureiro do Sindiquinze, Zé Aristéia, e o coordenador da Federação, Roniel Andrade, participaram semana passada de audiência com o deputado Professor Israel Pinheiro Batista (PV/DF), para tratar sobre a proposta de redução salarial dos servidores públicos.

A audiência teve como objetivo retomar a interlocução com o parlamento no sentido de buscar apoio contra as propostas do Governo Bolsonaro, que se valendo da pandemia segue com a política de punição aos servidores públicos e consequentemente de desmonte dos serviços.

O deputado Israel Pinheiro, que está presidente da Frente em Defesa do Serviço Público, disse que as entidades devem realizar trabalho de valorização do funcionalismo. Ele afirma que é necessário conversar com a sociedade sobre a importância dos servidores e que o momento de pandemia é apropriado para mostrar que os serviços não deixaram de ser prestados. É preciso conscientizar a todos que nesse momento de calamidade pública, são os servidores públicos que estão na linha de frente, proporcionando cuidados, segurança e saúde para a população.

Zé Aristeia avaliou positivamente a reunião. “Vai permitir o alinhamento da estratégia da Fenajufe, seja nas articulações, seja na comunicação com os servidores do PJU e MPU, e é muito relevante como somatório nas campanhas de mídias sociais em defesa do serviço público”, afirmou o dirigente.

Roniel também destacou a importância da reunião. “A maioria dentro do Congresso Nacional não tem compromisso vinculado aos servidores públicos e sim com a população em geral. Por isso é de extrema importância dialogar com todas as camadas da sociedade no sentido de desconstruir a narrativa do Governo de que o servidor público é privilegiado e onera o Estado brasileiro”, disse o coordenador.

Sobre a Proposta de Emenda Constitucional sugerida pela deputada Carla Zambeli (PSL-SP), o deputado disse que já alertou o Presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM/RJ), sobre o tema e que estará acompanhando o desenrolar da proposição. A PEC sugerida propõe redução salarial de 25% de servidores dos três poderes que tenham ganhos e subsídios acima de R$ 15 mil. A argumentação da deputada é a de que a proposta poderá minimizar os prejuízos do Brasil decorrentes do novo coronavírus. Em caso de aprovação a PEC terá validade até três meses ou até quando perdurar a pandemia de Covid-19.

Desde o início o Governo Bolsonaro trata o funcionalismo público e seus servidores com descaso. Em fevereiro deste ano, o ministro Paulo Guedes comparou os servidores públicos a “parasitas” durante uma palestra na Fundação Getúlio Vargas. Depois em outra fala infeliz, o ministro da economia se referiu aos servidores como saqueadores. Em reunião ministerial, com vídeo posteriormente divulgado, Guedes falou que “já colocamos uma granada no bolso dos servidores”.

O deputado se colocou à disposição da Fenajufe em defesa dos servidores públicos e contra o desmonte e sucateamento do serviço público.

Com informações da Fenajufe

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *