Grupo de Trabalho Estadual
Plano de Carreira
0800.772.7315 - (19) 3233-3940
sindiquinze@sindiquinze.org.br | webmail
 
NOTÍCIAS
 
26/05/2017 - 13:15:13
485 acessos
 
NOTA PÚBLICA: PELA RETIRADA DAS REFORMAS TRABALHISTA E DA PREVIDÊNCIA
 

A Federação Nacional dos Trabalhadores do Poder Judiciário Federal e Ministério Público da União – Fenajufe – considerando o quadro de convulsão política que se instalou no Brasil a partir da delação premiada dos empresários donos da JBS Friboi e que paralisam os poderes Executivo e Legislativo e ainda com potencial explosivo de atingir o Poder Judiciário em todas as suas instâncias, vem a público EXIGIR a imediata RETIRADA de tramitação da Proposta de Emenda Constitucional 287/16 – Reforma da Previdência – na Câmara dos Deputados e do PLC 38/2017 – Reforma Trabalhista – no Senado Federal.

A probidade dos Poderes da República foi maculada e o equilíbrio democrático inexiste, uma vez comprovada a compra de projetos por parte de empresários, com vistas à obtenção de lucros e vantagens. Fora a negociata de balcão na compra de leis, resta ainda o volume imoral de doações privadas a campanhas eleitorais em todos os cargos, o que novamente submete e torna o parlamento – minúsculo – servil aos financiadores.

O equilíbrio institucional foi rompido e a maior parte da sociedade – trabalhadores e trabalhadoras, minorias e demais grupos sociais – ficou sem poder de contraponto às vultosas somas que irrigam os dutos da corrupção nos poderes da república – também minúscula.

Diante dos fatos, tocar à frente reformas com extremo potencial lesivo ao cidadão comum é um acinte, uma imoralidade, um ato de extrema perversão moral e política. Que as reformas sejam imediatamente retiradas de tramitação, arquivadas.

Ainda frente ao quadro de subtração do patrimônio social brasileiro e da rapinagem alimentada pela corrupção, a Fenajufe CONVOCA todos os Servidores a fortalecerem o #OcupaBrasília neste 24 de maio, a lutar pelo fim da retirada de direitos, contra o desmonte do Serviço Público que no PJU se traduz por aumento de jornada, não reposição de colegas aposentados, reestruturações e desmantelamento de setores administrativo, ameaça de extinção da Justiça do Trabalho e extinção de Zonas eleitorais que terão impacto sobre a vida dos servidores e servidoras e sobre a qualidade do serviço prestado à população. 

Só a escolha livre do povo pode tirar o país desse cenário sombrio. Por isso, os Servidores do Poder Judiciário Federal e Ministério Público da União exigem eleições diretas como forma de derrotar as reformas e evitar a convulsão social.

Brasília-DF, 23 de maio de 2017

 
 

Imprimir Notícia

 
 
SINDIQUINZE . Sindicato dos Servidores Públicos Federais da Justiça do Trabalho da 15ª Região
Rua Dr. Quirino, 594 - Centro - Campinas, SP - CEP 13015-080 - Fone: 0800.772.7315 - (19) 3233-3940 . Criado por DRW Integrada