Contra a PEC 6/2019: Sindiquinze participa da Marcha das Margaridas em Brasília e de ato em Campinas

Diretores e servidores associados ao Sindiquinze participaram da mobilização 13A, nesta terça-feira, dia 13 de agosto, em Brasília, na Marcha das Margaridas, e em Campinas, em ato no Largo do Rosário, como parte da luta contra a “Reforma” da Previdência, em defesa da aposentadoria digna e contra os cortes da Educação.

Em Brasília, as diretoras Maria Sônia Faria e Elma Maria de Oliveira, juntamente com milhares de dirigentes e servidoras públicas de todo o Brasil, participaram da marcha das margaridas na Esplanada dos Ministérios. Antes da marcha, houve uma roda de conversas na sede da Fenajufe, sobre as consequências da PEC 6/2019 e os impactos com relação às mulheres, com a participação da advogada Yasmin Yogo, da Assessoria Jurídica Nacional da Federação.

A advogada alertou para as crueldades que a proposta do governo trará às servidoras como a questão das alíquotas progressivas – que pode reter, junto com o imposto de renda, quase metade dos salários – e da cobrança de contribuições extraordinárias, por exemplo. Na avaliação de Yogo, a tendência é uma tramitação célere no Senado, como já indicou o relator na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), Tasso Jereissati (PSDB-CE), a intenção de votar a proposta em até 60 dias no plenário.

As Margaridas do Judiciário e MPU reforçaram a necessidade de intensificar a luta contra a PEC 6/2019 no Senado Federal e evitar o fim das aposentadorias por tempo de serviço.

Campinas

Organizado pelas centrais sindicais, Apeoesp e movimentos estudantis e sociais, um ato em defesa da aposentadoria e contra os cortes na Educação reuniu milhares de pessoas no Largo do Rosário, no fim da tarde de ontem. O Secretário do Sindiquinze, Ivan Bagini, e servidores participaram do protesto.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *