Diretor do Sindiquinze tem reunião com deputado do Vale do Paraíba para tratar da “Reforma” da Previdência

O Diretor do Sindiquinze Sidney Vieira Bento esteve reunido hoje, dia 26 de junho, com o deputado federal Eduardo Cury (PSDB-SP), no escritório político do parlamentar em São José dos Campos, para discutir pontos sobre a “Reforma” da Previdência (PEC 6/2019) que tramita na Câmara. O dirigente esteve acompanhado da servidora Adriana Maria Pettinati e do marido dela, Riguinel Sant’Anna Neto.

No encontro, o Diretor do Sindiquinze e a servidora falaram que essa reforma, do jeito que está, acaba com vários direitos conquistados por todos os trabalhadores e servidores públicos. Ressaltaram ainda que, caso seja aprovada a proposta, será praticamente impossível uma pessoa se aposentar, pelo tempo que exige de contribuição e que a PEC 6/2019 “não deveria ser aprovada”.

O deputado tucano afirmou que é inevitável aprovar uma reforma no regime previdenciário. “Alguns pontos serão readequados no relatório e nos debates seguintes, em plenário, mas a reforma será aprovada”, antecipou o parlamentar.

De acordo com Sidney, foi solicitado o apoio de Cury em relação a dois pontos do texto que atingem diretamente os servidores públicos: o primeiro, uma regra de transição menos agressiva para servidores que ingressaram antes de 2003, e também a inclusão dos Agentes de Segurança na aposentadoria especial, nos moldes de como foram incluídos no relatório os policiais da Câmara, Senado, agentes de trânsito e agentes socioeducadores.

Cury se comprometeu a apoiar a regra de transição para os servidores pré-2003, mas ficou de analisar a inclusão dos agentes na aposentadoria especial e que vai se posicionar sobre o tema antes da votação em plenário.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *