#30M: Sindiquinze participa com servidores de ato em defesa da Educação em Campinas; milhares foram às ruas de todo o País

O #30M, o segundo Dia Nacional de Greve na Educação, contra o corte de verbas nas universidades e institutos federais anunciado pelo Governo Bolsonaro, novamente lotou as ruas de mais de 200 cidades do País, em 22 estados e no DF, nesta quinta-feira, dia 30 de maio. Em Campinas, mais de 10 mil manifestantes lotaram mais uma vez o Largo do Rosário, na região central. O Presidente do Sindiquinze, Zé Aristéia, o Secretário do sindicato, Ivan Bagini, e servidores associados participaram do protesto próximo da sede do TRT-15. Em São Carlos, o Tesoureiro do Sindiquinze, João Paulo Zambom, também esteve no ato organizado por estudantes e alunos da UFSCar, que lotou o centro da cidade.

Os protestos foram organizados pela União Nacional dos Estudantes (UNE) e União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes). Muitas cidades que ficam na base da 15ª Região tiveram atos como Araraquara, Piracicaba, Avaré, Sorocaba, Caçapava, Taubaté, São José do Rio Preto, Ubatuba, Botucatu, Tupã, Ribeirão Preto, Jundiaí, São Carlos e São José dos Campos.

São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Recife e Belém do Pará sediaram as maiores manifestações contra os cortes na Educação. Pela primeira vez, a luta em defesa da educação brasileira de qualidade extrapolou as fronteiras e foram realizados atos na Espanha, Inglaterra, Portugal, Holanda, Suíça, Irlanda e Estados Unidos.

O Sindiquinze está ao lado dos estudantes e professores de universidades, institutos federais e escolas, públicas e privadas, apoiando todos os protestos e ocupações pacíficas, para demonstrar sua indignação contra os cortes que ameaçam o funcionamento das instituições educacionais.

Confira abaixo as imagens deste #30M:

Campinas

São Carlos

Belo Horizonte

São Paulo

Rio de Janeiro

Salvador

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *