Primeira reunião da Nova Diretoria Executiva define operacionalidade da Fenajufe

A nova composição da Diretoria Executiva da Fenajufe reuniu-se no último dia 10 de maio, em Brasília, definiu diretrizes para o funcionamento da Federação e tomou medidas de caráter administrativo com o objetivo de operacionalizar a defesa dos direitos dos servidores e servidoras do PJU e MPU.

Estiveram presentes o(a)s coordenadores(a)s titulares Zé Aristéia (Presidente do Sindiquinze), Cristiano Moreira, Costa Neto, Edson Borowski, Elcimara Souza, Engelberg Belém Pontes, Epitácio Sousa Júnior, Erlon Sampaio, Fernando Freitas, Isaac Lima, , Leopoldo Lima, Lucena Martins, Ramiro López, Roberto Policarpo, Roniel de Andrade e Thiago Duarte. A coordenação dos trabalhos ficou a cargo de Zé Aristéia e Cristiano Moreira.

Do conjunto de suplentes, estiveram presentes Charles Bruxel, Evilásio Dantas, Fabiano dos Santos e Juscileide Rondon (em exercício). Ausências justificadas dos dirigentes Luís Cláudio Correia, Ranulfo Maciel Filho e Ronaldo das Virgens.

Da pauta discutida inicialmente chegou-se à composição da Diretoria Executiva e à definição dos responsáveis pelos coletivos nacionais (confira os nomes AQUI). Também foi definida a escala de plantões a ser disponibilizada em breve no site da Fenajufe e as liberações para cumprimento do Mandato Classista, que foram diminuídas de sete para apenas cinco nesta gestão.

Campanha contra a Reforma da Previdência e Greve Geral em 14 de junho

Bandeira mais urgente no atual cenário de ataques a direitos dos servidores públicos, o combate à reforma da Previdência pretendida por Bolsonaro contará com campanha de mídia, com peças produzidas para veiculação on e off line. Ou seja, com foco nas redes sociais na internet, a campanha também será preparada para veiculação na mídia tradicional. As peças, após produzidas, serão disponibilizadas aos sindicatos. Foi deliberado orçamento específico e apontadas orientações para consecução da estratégia a ser trabalhada pela Comunicação da Fenajufe, junto à agência a ser definida.

Ainda como parte dos esforços contra a reforma, a Fenajufe reforçará orientação para que os sindicatos integrem os fóruns regionais contra a reforma da previdência onde já existam e busquem organizá-los onde ainda não estejam prontos.

O esforço conjunto entre a Federação e seus sindicatos filiados junto às demais organizações e representações dos trabalhadores e trabalhadoras, bem como movimentos sociais e demais entidades tem como objetivo a construção ada Greve Geral em 14 de junho – o #14J. A Fenajufe orienta os sindicatos à realização de assembleias gerais e setoriais para adesão, apoio, participação nos atos de rua, bem como na realização de palestras de esclarecimento a todos os segmentos, tanto do serviço público quanto da iniciativa privada.

Para o atingimento dos objetivos, o apoio à Greve Nacional da Educação, no 15 de maio, também receberá atenção especial e contará com esforços intensificados por parte da Fenajufe e dos sindicatos da base.

Quintos

Com o julgamento dos Embargos Declaratórios nos Embargos ao RE 638.115 -que trata da parcela dos Quintos/Décimos incorporados – marcado para 30 de maio, a Direção executiva apontou reforço no trabalho em defesa do benefício. Para isso, serão feitas visitas aos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), com apoio da Assessoria Jurídica Nacional. Para a data do julgamento, a Fenajufe orienta aos sindicatos da base que organizem caravanas a Brasília. A presença das delegações na mobilização em defesa dos Quintos, é de extrema importância.

Comissão de Carreira do MPU

Foi definido ainda pela Direção Executiva a representação da Federação na Comissão de Carreira do MPU permanecerá inalterada, até que a atual etapa dos trabalhos seja concluída. Somente após a apresentação dos grupos de trabalho e o encaminhamento das deliberações acerca das deliberações é que novos integrantes serão indicados. A medida previne entraves ás discussões em curso e o consequente prejuízo para os servidores e servidoras da pasta.

Audiências

Para dar continuidade ao trabalho de defesa das pautas de interesse dos servidores(a)s, a Federação retomará as tratativas junto à presidência do STF para marcação de audiência com o presidente da Corte, ministro Dias Toffoli, antes mesmo do dia 30 de maio. O objetivo é discutir, além dos Quintos, a instalação da Comissão Interdisciplinar de Carreira.

Também foi definido pela solicitação de audiência com a presidente do TSE, ministra Rosa Weber. Também restou definido que na reunião de planejamento será dada prioridade à realização de encontros nacionais da Justiça do Trabalho e da Eleitoral.

Reunião de Planejamento

Outro ponto definido pelos dirigentes foi a data em que acontecerá a Reunião de Planejamento. Os dias escolhidos foram 6 e 7 de julho. Uma consultoria especializada na elaboração, gestão e execução de planejamentos estratégicos será contratada para orientar os trabalhos.

Na reunião de planejamento serão definidas ainda questões mais específicas, como a atuação da Fenajufe na defesa da alteração do nível de escolaridade para ingresso na carreira de Técnico Judiciário. Por sua complexidade, o tema requer planejamento específico para obtenção de maiores resultados.

Calendário de lutas

A Direção Executiva ratificou ainda o calendário de lutas aprovado no Congrejufe, com acréscimos, ficando assim distribuído:

– Segundas e terças-feiras: recepção dos parlamentares no aeroporto

– 15/5 – apoio à Greve Nacional da Educação

– 16/5 – reunião do Fonasefe

– 18/5 – envio de representante da Fenajufe para a Plenária Nacional Sindical e Popular em SP para preparar a greve geral contra a reforma da Previdência

– 30/5 – convocação de caravanas e representações dos estados para acompanhar o julgamento dos Quintos no STF

– 31/5 – data indicativa para debate sobre a reforma da Previdência

– 1º/6 a 12/6 – rodada nacional de assembleias nos estados para discutir e deliberar sobre a Greve Geral do dia 14/6.

– 14/6 – Greve Geral

Com informações da Fenajufe

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *